O começo da sabedoria consiste em perceber que temos e teremos as mãos vazias, na medida em que tenhamos ganho ou pretendamos ganhar o mundo.(HÉLIO PELLEGRINO)

quinta-feira, 10 de março de 2011

Eu não perdoo meus erros

Me diz que não sou só eu...
Ah por que não consigo evitar? As vezes depois de muito tempo, até anos, lembro de certas atitudes ou palavras minhas
E sinto vergonha, arrependimento
O pior que sei, que ninguém mais deve pensar nisso ou sequer lembrar que isso aconteceu
Sinto que podia ter feito diferente... Agido diferente
Sei que não adianta “chorar” depois do acontecido
MAS NÃO CONSIGO!!!
Arg

Como essa sensação é insuportável

2 comentários:

Blogueira Fajuta disse...

Eu ia dizer pra você não se aborrecer, mas algumas sensações são muito pessoais além de não ser muito verdadeiro da minha parte porque fiz coisas das quais me arrependo, claro, todo mundo fez. Mas eu confesso que já consegui relaxar e não deixar que isso tire o meu sono, mas relaxar é questão que leva tempo, às vezes a gente rói por um tempo o caroço do remorso e da culpa.


Digo outra coisa, às vezes a gente é tão 'humano' que comete o erro que disse que jamais cometeria e depois pensa: Mas que porra, de novo isso?

A vida, a vida...

Fersil disse...

Erros são fatais
Penso eu que se vooc se importa muito com um erro depois que ele aconteceu é porque vooc dava muito valor com aquilo que errou ou da muito valor e cuida muito para que não erre, independente do que seja a importancia.

Mas todos erramos.